Não perdi o mate

#Xadrez

Voltei a jogar xadrez como hobby e decidi que vou começar a compartilhar algumas das minhas partidas aqui. Na verdade vou tentar ficar comentando alguns pontos das partidas, principalmente focando nos meus erros para aos poucos ir melhorando cada vez mais.

A principio eu vou escrever pra mim mesmo mas acredito que alguns pontos aqui podem ajudar outros iniciantes que também estejam começando a aventura no xadrez. Lembrando que eu sou um jogador iniciante então não levem nada do que vou dizer como uma dica de mestre ou de expert.

Vou escrever logo sobre uma partida que joguei hoje mesmo, contra IURISDICTIO de rating 1276 (meu rating atual é 1228). Tirando os vários erros grosseiros dos dois lados, eu diria que foi uma partida bem equilibrada. Em vários momentos fiquei achando que ia perder, até o momento que… o oponente cometeu um erro grave e me entregou um chequemate.

Mate em 1

O que me deixou mais feliz foi ter percebido e jogado esse mate. Em várias ocasiões semelhantes eu acabo não me ligando na hora e deixando passar uma jogada decisiva como essa. A jogada em questão foi 31. … Re2#. No frame abaixo vocês podem ver a partida completa.

Eu gosto bastante que o Lichess analisa os jogos e lista os principais erros, além de fazer um gráfico bem interessante da pontuação ao longo do tempo de jogo.

Análise do jogo

Na imagem da pra ver que eu cometi 6 erros graves (‘capivaradas’) contra 10 do oponente. Mas o mais interessante é que no início do jogo, o oponente foi abrindo uma vantagem que chegou a 8 pontos de diferença, mas que depois consegui recuperar e reverter (claro que me aproveitando dos erros dele).

Em breve posto mais sobre xadrez.

* * *

Críticas 🔎,
sugestões 📜,
observações 💡?

Como o site não possui sessão de comentários você pode mandar um email para filipe@mosquildo.com.br 📬 me dizendo o que achou do artigo que ficarei bastante feliz em responder:

Olá! Eu sou Filipe Mosca. Sou acadêmico de medicina e tenho um profundo interesse em ler e escrever sobre medicina em geral, desde a ciência até temas filosóficos e humanitários.

Inscreva-se Twitter